KDE a interface perfeita?!

25 out

Diferente da grande maioria dos usuários Linux o que me levou a utilizar o sistema não foi a estabilidade, segurança ou a liberdade que o sistema proporciona e sim as interfaces maravilhosas que o SO do pinguim me oferecia.

A combinação Gnome+Compiz Fusion encheram meus olhos com tais efeitos e possibilidades de utilização e personalização, coisas que nunca tinha visto antes no sistema das Janelas.

A verdade é que os Deskmod’s sempre me chamaram a atenção.

Neste post vou mostrar-lhes o porque do blog estar tão parado:

A partir da versão 4.3 o KDE tem estado muito estável e lindo (como sempre), nada de errado acontece!

Eis o motivo de nada novo no blog.  🙂

Convido com esse pequeno post usuários que ficaram com uma má impressão deixada pelas primeiras versões do KDE4 a testar essa nova versão, garanto que as surpresas serão boas!

O KDE4 consome mais memória que o Gnome ou a maioria das interfaces disponibilizadas para o Linux, isso é um fato. Mas isso seria realmente um problema e é realmente muito mais memória?!

Particularmente acho que não, devido ao Hardware disponibilizado hoje na maioria das máquinas, acho irrelevante.

A reviravolta feita nas interfaces gráficas como a atualização do Gnome para o Gnome3 (muito bem feita por sinal!) e o Unity agora definitivo (pelo que sei) no Ubuntu certamente não agradaram a todos, que tal dar uma oportunidade ao bom e velho KDE?!

Seria uma boa não?!

Antigamente falar sobre personalização no KDE não era uma coisa tão simples e comum. Hoje personalizar os ícones, cores e temas do sistema virou brincadeira de criança, mais fácil e prático impossível! E as possibilidades/variedades!? Passaram a ser várias!

Eu gosto de um visual mais simples, com uma mescla de preto e branco, meu KDE está assim hoje:

Muito bonito e prático?! Para mim sim!
Personalize o seu, explore essas possibilidades, deixe-o do seu jeito! 😛

Resumindo…

Encontrei a interface perfeita, avaliando a estabilidade, personalização, velocidade e beleza, requisitos que são indispensáveis a meu ver e que busco em uma interface.

Concorda comigo?!

Dê sua opinião!

Um grande abraço e fica a dica, o KDE está incrível!

6 Replies to “KDE a interface perfeita?!

  1. Gostei do artigo, também uso o KDE no meu dia a dia, posso falar que ele realmente é estável e produtivo por usá-lo para meus trabalhos de faculdade, programar, acessar a internet, ver vídeos e tudo o que um computador comum faz com perfeição. Realmente este ambiente gráfico está cada dia mais belo e mais leve, o KDE 4.7 é tão leve que não sinto diferença entre ele e o Gnome 2/3. E por fim a personalização é infinita, tudo pode ser alterado. Amo demais tudo isso. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *